Receitas do Prazer

capa frente

“RECEITAS DO PRAZER” é o nosso primeiro romance

Uma das melhores apresentações do nosso livro foi feita pela autora do blog Livros & Leitoras, Carol Pontes. Veja:

http://www.livroseleitoras.blogspot.com.br/

“Quando o meu propósito é diversão, não faço outra coisa além disso. Essa é minha regra.”…


AVISO: Se você está a procura de uma protagonista sem sal e sem açúcar, por favor, dirija-se à outro livro!

Isso mesmo! Júlia não é uma mocinha recatada nem virgem. Ela é uma adulta bem resolvida e que sabe o gosta: Prazer. Mesmo tendo a vida pessoal e profissional reservada, Júlia não tem vergonha de sua vida sexual. Ela tem gostos peculiares e não encontrou ainda seu limite quando se trata de sexo.

Inteligente, bonita e simpática, ela é professora de dança e gerente de uma academia, mora com amigos e não conta nada sobre o seu passado.

Frequentadora assídua de festas sexuais, Júlia encontra o homem que poderia mudar toda sua visão de vida futura, mas sabe que um relacionamento entre os dois na vida real, não seria possível.

Júlia segue sua vida, e começa um relacionamento com outro rapaz. Estava começando a se sentir feliz, mas  de repente, ela vê seu mundo desmoronando: Seu passado vem a tona ; ela fica entre os dois homens que mexem com sua cabeça;e descobre que tudo o que fez durante anos foi uma mentira.

Depois de uma reviravolta, ela embarca com o homem dos seus sonhos para uma viagem pela América do Sul, enfrentando seus medos e escrevendo uma nova história para viver.

O livro é muito bom! Pessoas tipo eu, que gostam de ler livros desse gênero, às vezes ficam cansadas em saber que a protagonista vai ser mais uma coitadinha submissa que não sabe nada sobre sexo e se apaixona pelo único cara com quem transou e blá blá blá. Todo mundo precisa é de uma apimentada na vida e na literatura, certo? E esse livro nos traz exatamente isso. A protagonista é uma mulher decidida que gosta de dar e receber prazer sem vergonha nenhuma. A história continua sendo um romance, mas eu me vi mais perto da realidade do que com outros livros.

Outro ponto que achei muito, mais muito genial, são as receitas que aparecem em certas partes. Quem nunca sonhou em comer a comida que o Sr. bonitão pede no jantar? Aqui você vai encontrar.

Eu cresci com a minha vó dizendo que homem a gente prende pelo estômago, então acho que não custa a gente tentar fazer aquela receita de vez em quando né.Testei uma receita deliciosa de Salada de Grãos com Bacalhau, que ficou sen-sa-ci-o-nal! Fiquei na dúvida do que é melhor sobre o livro: a história ou as receitas kkkk, mas a conclusão é de que os dois juntos são o que deixam esse livro irresistível.

O livro foi escrito por A. Fraenkel e S. Fraenkel, e se você ficou curioso, você pode entrar no site deles, no www.receitasdoprazer.com.br ou no Instagram @receitasdoprazer. Em breve eles estarão lançando o próximo livro, Caminhos do Prazer, e vai rolar uma surpresa lá no IG.

Enquanto isso, a gente fica por aqui roendo as unhas esperando a continuação. Beijos.

SINOPSE: Júlia é uma moça inteligente, linda, independente e audaciosa. Trabalha em uma academia como gerente, além de dar aulas de dança. Mora com amigos, esconde o passado e um grande segredo, que apenas sua melhor amiga conhece: ela frequenta festas sexuais.

Apesar de se envolver com um colega, seus pensamentos são voltados para o homem que conheceu em uma dessas festas.

Quando ela acha que sua vida está no rumo certo, seu passado vêm à tona, junto com o homem dos seus sonhos.

Após uma reviravolta, eles vivem essa paixão que revela seus limites, enquanto viajam pela América do Sul; tempo suficiente para reverem seus conceitos e transformarem sua história em algo que mobilizará toda a mídia.


 

Leia o Prólogo:

PRÓLOGO

Cheguei ao prédio na hora marcada, 08:30. Horário em que a maioria chega ao trabalho. Sempre gostei das segundas-feiras. É preciso enfrentá-las com otimismo, senão a semana fica comprometida. Estava com um olhar de que havia aproveitado bem o final de semana e isso era suficiente para atrair toda a atenção. Escolhi uma roupa jovial para a entrevista: saia longa e uma regata. Sandálias com saltos mais grossos para não comprometer o equilíbrio. Estava usando brincos de argola e um relógio, apenas esses acessórios. Duas tatuagens ficaram a mostra.

Uma linda bolsa de couro cru completava o visual e dentro dela, minha agenda, inseparável, com capa do mesmo couro. Claro que carregava meu laptop e alguns folders da empresa que representava.

O edifício é um dos mais modernos e bonitos da cidade. Logo na entrada fui parada para identificação. deram-me um crachá. Segui para os elevadores. Muitas pessoas fizeram o mesmo. Entrei no qual me indicaram. Ficou rapidamente lotado. Apertei o décimo quinto andar. E porque percebi que levaria mais tempo do que esperava, pois teria que parar em vários andares, resolvi observar cada um ali.

Quando olhei para trás, mais no fundo do elevador, que era bastante largo, vi o homem dos meus sonhos. Até me esqueci de respirar! Parecia um deus grego! Um rosto com traços perfeitos, cabelo cortado com precisão, extremamente brilhante; vestido com um terno risca de giz azul-marinho escuro que revelava extrema elegância.

Eu poderia ficar reparando cada detalhe, mas meus pensamentos interromperam a checagem e levaram-me a um lugar conhecido e muito assíduo.

…estávamos no sótão da sexshop alemã, onde todos os meus sonhos acontecem. Ele ali, com as mãos amarradas para trás, sentado em uma cadeira. Fui aproximando-me com a segurança habitual, de quem sabe o que quer. Ele estava com os pés também atados; sem camisa e com os fios dos cabelos desalhinhados. Vestida apenas com um body preto, decotado e sandálias altíssimas, causei grande impacto.

Me abaixei e falei com voz bem suave no seu ouvido:

– Você é um tesão!

Passei a língua em seu rosto. Que cheiro delicioso! Corri os dedos em sua nuca causando-lhe um grande arrepio… E ajoelhei-me à sua frente. Olhando em seus olhos, castanhos, penetrantes, comecei a desabotoar sua calça. O sangue fervendo em mim… Sua beleza era realmente perfeita. Dei um sorriso malicioso quando senti seu sexo na minha mão. Duro e enorme como deveria ser…

Passei a língua por todo o comprimento. Depois, apenas com a ponta, dei suaves estocadas na glande. Ele suspirou novamente. Em um golpe certeiro coloquei-o inteiro na boca, quente de paizão. Dentro dela, os lábios cobrindo os dentes, fazia movimentos circulares com a língua em todo o seu contorno. Então minha mão começou a se mover, no início lentamente, de cima para baixo.

Ele gemeu mais uma vez. Continuei; agora apertando um pouquinho mais meus lábios carnudos contra a cabeça do seu membro e deslizando-os vagarozamente enquanto minha mão mantinha o movimento de cima para baixo. Sem que ele esperasse, mantive o movimento das mãos, mas troquei seu membro por uma de suas bolas. Chupei-a com vontade e suavidade. Voltei a introduzir a cabeça do seu pênis na minha boca. Ele passou a se mexer…

Puxei levemente a pele de um dos seus testículos. Aumentei o ritmo do movimento da mão. E em uma perfeita sincronia, mãos e lábios moveram-se cada vez mais rápido até que ele explodiu… Seu gozo, tão gostoso quanto seu cheiro encheu minha boca. Sorvi-o e engoli. Sua respiração era descompassada…

Sorri e novamente falei ao seu ouvido:

– Obrigada!

Nisso, alguém tocou meu ombro. Era uma moça que me viu apertar o décimo quinto andar.

– Chegou! Ela simplesmente disse.

Agradeci constrangida com um leve sorriso e nem olhei para trás. Precisei de alguns segundos para voltar à realidade; fiquei um pouco embaraçada com a umidade que estava entre minhas coxas. Pensei se algum dia iria rever aquele homem. Mas acabei dando-me por satisfeita pela excelente sensação e devaneio.

Para continuar lendo, adquira o livro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *